quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

A Importância da Contigência

Em um mundo globalizado, onde a necessidade de comunicação é o combustível para o sucesso das empresas, nós brasileiros, nos deparamos com sistemas precários e com falta de comprometimento com os clientes. Falta controle de qualidade e investimento em infra-estrutura, vez que governo e teles, estão somente preocupados com números de faturamento e se esquecem da qualidade do serviço.

Hoje, uma mega operadora se deu ao luxo de simplesmente responder aos clientes, que o problema existente foi um rompimento de fibra optica no interior do estado de São Paulo, que afetou o funcionamento dos links de Internet, MPLS e telefonia nas cidades do estado de Mato Grosso do Sul.

Vejamos, um estado em pleno crescimento, em busca de novas industrias, diversificando seu PIB, fica a merce de duas operadoras de telefonia fixa, internet e link de dados corporativos (MPLS), sem ao menos se preocupar com a performance, muito menos, com a continuidade do serviço.

Os orgãos competentes que deveriam fiscalizar e cobrar melhorias não o fazem, fazendo com que o descaso tome conta do serviço prestado. Operadoras trabalhando com demanda 300% maior que capacidade de atendimento, tanto em internet como em telefonia móvel.

O governo, que deveria cobrar investimentos para aumentar a competitividade do estado, simplesmente não o faz, mas valores de ICMS abusivos, estão presentes nas contas de todos.

Nós clientes, ficamos sem saber o que fazer, sem poder de reação, e nós técnicos passamos por incompetentes, vez que, a única mensagem que podemos passar ao nosso cliente, que reclama do funcionamento dos links é que o problema esta na operadora X ou Y, as vezes simultaneamente.

Sem respostas cabíveis, sem retorno referente aos problemas ocorridos, sem informação sobre disponibilidade e performance, contratamos serviços sem saber o que estamos recebendo. Nenhuma delas se compromete a divulgar dados / informações referente aos problemas ocorridos, e nem ao menos concedem descontos nas faturas, vez que o serviço contratado deve estar disponível 24 horas por dia e sete dias por semana.

A lei da transparência, deve ser aplicada aos serviços de uso comunitário, telefonia, hospitais, internet, bombeiros, energia, água, entre outros, ficamos sem informação dos problemas, da performance de atendimento, da capacidade instalada, da demanda consumida.....

Quantas empresas sofreram com o não funcionamento??? quantas pessoas ??? por que as Operadoras não assumem publicamente o que ocorreu ??? 

Ahhhh se eu fosse Ministro de Telecomunicações.... 

0 comentários:

Postar um comentário